sexta-feira, 21 de abril de 2017

Aos alunos do 7 ano B e C

Neste segundo bimestre vamos fazer uma forma um pouco diferente para nossas aulas, vamos utilizar o blog para desenvolver nossas atividades com textos, vídeos e imagens.






RENASCIMENTO CIENTÍFICO

               Durante o Renascimento, observamos que a troca de conhecimento não possibilitou somente o desenvolvimento de novas formas de arte. De fato, uma considerável parcela dos nomes dessa época esteve envolvida no desenvolvimento de estudos relacionados ao homem e à natureza.   Podemos assim ver, que esse período também fora marcado por um “renascimento científico”, onde vários campos do conhecimento como a astronomia, a matemática, a física e a medicina avançaram.
          Em geral, os cientistas dessa época organizavam suas pesquisas através de observações e experimentos capazes de suscitarem novas questões científicas e elaborar outras formas de conhecimento.           Historicamente, essa nova atitude com relação ao mundo estabelecia um grande marco na produção do saber. Afinal, através da razão, os homens desse tempo rompiam com o monopólio de conhecimento exercido pela Igreja ao longo da Idade Média.

          Na astronomia, a comprovação da teoria heliocêntrica, onde a Terra girava em torno do Sol, estabelecia a quebra da antiga concepção geocêntrica que defendia que o Sol girava em torno da Terra. O primeiro a estipular essa nova tese foi Nicolau Copérnico (1473 - 1543), que passou vários anos atuando como professor na cidade italiana de Pádua. Logo depois, Galileu Galilei (1564 – 1642) comprovou essa teoria através de cálculos e do uso de um telescópio desenvolvido por ele mesmo.
          Aclamado como um dos pais da Física Moderna, Galileu também foi de grande importância para a realização de estudos que fundamentaram a lei da queda dos corpos. Ainda com relação à Física, não podemos deixar de fazer a devida menção a Leonardo da Vinci. Considerado um dos maiores nomes da Renascença, esse estudioso italiano contribuiu nesse campo com a realização de experimentos relacionados à hidráulica e à hidrostática.
          Nas ciências médicas, Mundinus teve grande importância na dissecação de cadáveres para o conhecimento da anatomia humana.         Após ele, vários outros interessados pela anatomia conseguiram desvendar algumas estruturas formativas do corpo. Falópio realizou o estudo que comprovou a presença dos ovidutos, também conhecidos como trompas de Falópio; Miguel Servet e William Harvey obtiveram novas informações sobre a circulação sanguínea; e Estáquio investigou as estruturas do ouvido humano.
          Indicando o intercâmbio de conhecimento dessa época, devemos também destacar as descobertas de Johan Kepler (1571 – 1630). Retomando as teorias de Copérnico, ele não só comprovou que os planetas giravam em torno do Sol, mas também demonstrou que a órbita deste, formava uma elipse. Ainda no campo da medicina, o suíço Paracelso (1493 – 1541) comprovou a importância dos estudos químicos para o desenvolvimento do saber médico.

          De forma geral, observamos que os vários estudiosos da Renascença foram de suma importância para que a obtenção de conhecimento fosse modificada. Ao invés de contemplar e aceitar os fenômenos naturais enquanto manifestação da natureza divina, os homens dessa época acreditaram que o experimento e o uso de argumentos racionais pudessem revelar as “engrenagens” que movimentavam o mundo à sua volta.

3 comentários:

  1. Texto bom, uma das matérias mais "frutíferas" da aula de história desse ano, claro irão vir mais como os astecas e tal. E bom por causa que nós alunos podemos aprender mais sobre o conteúdo da lição. E deixo a tal pergunta: Por que motivos (em sua opinião) o renascimento cultural e científico é importante?

    ResponderExcluir
  2. O Renascimento Cultural vai resgatar o homem como o centro do universo, traz a importância do homem no domínio de sua vida, isso não quer dizer que o homem deixa de acreditar em Deus, porém, ele vai buscar na razão o entendimento sobre ele e Deus sem ficar preso tão somente aos dogmas da Igreja.

    Em relação a ciência - que chamamos de Renascimento científico - o homem avança significativamente em vários campos e desenvolve tecnologias que vão facilitar a vida, porém vejo na medicina uns dos maiores avanços com a descoberta de várias vacinas e remédios que ajudou a erradicar várias doenças que matavam milhões de pessoas.
    É lógico que nem tudo são flores, mas a racionalidade deste período trouxe a humanidade grandes conquistas.

    ResponderExcluir