Exposição de Temas

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Material Sobre a História de Angola


Angola

Angola é um país da Costa Ocidental da África, cujo território principal é limitado ao norte e ao leste pela República Democrática do Congo, ao leste pela Zâmbia, ao sul pela Namíbia e ao oeste pelo Oceano Atlântico. Inclui também o enclave de Cabinda, através do qual faz fronteira com a República do Congo, ao norte. Para além dos vizinhos já mencionados, Angola é o país mais próximo da colônia britânica de Santa Helena. Angola foi uma antiga colônia de Portugal, com o inicio da colonização no século XV, e permaneceu como colônia portuguesa até à independência em 1975. O primeiro europeu a chegar a Angola foi o explorador português Diogo Cão. A sua capital e a maior cidade é Luanda.
Angola é o segundo maior produtor de petróleo e exportador de diamantes da África Subsaariana. Segundo o Fundo Monetário Internacional, mais de 4 mil milhões de dólares teriam desaparecido do fundo de tesouraria de Angola na década de 2000. No ano de 2000 foi assinado um acordo de paz com a FLEC, uma frente de guerrilha que luta pela secessão de Cabinda e que ainda se encontra ativa. É da região de Cabinda que sai aproximadamente 65% do petróleo de Angola.



Economia de Angola

A economia de Angola foi bastante afetada pela guerra civil que durou quase trinta anos, colocando o país juntamente com Guiné-Bissau entre os mais pobres do planeta. Todavia, Angola apresenta boas taxas de crescimento apoiadas principalmente pelas suas exportações de petróleo. As jazidas de petróleo estão localizadas em quase toda a extensão da sua costa marítima.

Agricultura

Já teve o café como sua principal cultura, seguem-se-lhe a cana-de-açúcar, o sisal, o milho, o óleo de coco e o amendoim. Entre as culturas comerciais, destacam-se o algodão, o fumo e a borracha. A produção de batata, arroz, cacau e banana são relativamente importantes. O gado predominante é o bovino, o caprino e o suíno. Mas toda esta capacidade de produção perdeu-se durante o período da guerra civil, e agora nos tempos de paz, que correm há já quatro anos, Angola vai recuperando paulatinamente essas produções.

Mineração

Angola é rica em minerais, especialmente diamantes, petróleo e minério de ferro; possui também jazidas de cobre, manganês, fosfatos, sal, mica, chumbo, estanho, ouro, prata e platina. As minas de diamante estão localizadas perto de Dondo, no distrito de Lunda. Importantes jazidas de petróleo foram descobertas em 1966, ao largo de Cabinda, assegurando ao país a auto-suficiência. Em 1975 foram localizados depósitos de urânio perto da fronteira com a Namíbia.

Indústria

As principais indústrias do território são as de beneficiamento de oleaginosas, cereais, carnes, algodão e fumo. Merece destaque, também, a produção de açúcar, cerveja, cimento, e madeira, além do refino de petróleo. Entre as indústrias destacam-se as de pneus, fertilizantes, celulose, vidro e aço. O parque fabril é alimentado por cinco usinas hidroelétricas, que dispõem de um potencial energético superior ao consumo.

Transporte

O sistema ferroviário de Angola é composto por cinco linhas que ligam o litoral ao interior. A mais importante delas é o Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), que faz a ligação com as linhas de Catanga, na fronteira com o Zaire. A rede rodoviária, constituída em grande parte por estradas de segunda classe, liga as principais cidades. Os portos mais movimentados são os de Luanda, Benguela, Lobito, Namibe e Cabinda. O aeroporto de Luanda é o centro de linhas aéreas que põem o país em contacto com outras cidades africanas, européias e do resto do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário